Todos os posts de comciencia

Os oráculos da pós-modernidade: ficção científica, ciência e o futuro

Por Vitor Chiodi

Na introdução do clássico A mão esquerda da escuridão, Ursula Le Guin (2014) diz que a ficção científica é muito mais um comentário sobre o presente que uma forma de tentar prever o futuro. Ainda assim, é muito comum que se avalie ficções científicas do passado a partir da sua suposta capacidade de antecipar acontecimentos. Um sinal no presente que confirme alguma suspeita e, quase instantaneamente, surge um novo oráculo que já estava ali,  a dizer os próximos passos, e o que e a quem temer. A ficção científica conecta ciência e público em torno de imaginários tecnocientíficos. Em certo sentido se torna uma forma de pensar a ciência e a tecnologia e especular para onde elas podem nos levar. Narrar o futuro se torna uma ferramenta para pensar o presente, como tão bem descreveu Le Guin. Continue lendo Os oráculos da pós-modernidade: ficção científica, ciência e o futuro

“A chegada”: ficção científica contemporânea e a temática do tempo e do futuro

Por Maria Cristina Couto

Os filmes de ficção científica procuram projetar o futuro da humanidade a partir de dimensões diversas: os cenários, os objetos e as personagens. Essa projeção, em A chegada, além de referir-se ao futuro de maneira objetiva, aponta também para questões amplas da humanidade, como a incerteza, quais seriam as possibilidades a partir do conhecimento do tempo futuro e ainda qual a importância da linguagem e das comunicações nesse contexto. Continue lendo “A chegada”: ficção científica contemporânea e a temática do tempo e do futuro

Luiz Bras: Nosso tempo precisa de novos mitos, não dualistas, que incluam e equilibrem as mais diferentes polaridades

Por Janaína Quitério

Escrever contos e romances sobre criaturas moldadas em laboratório ou puramente eletrônicas é se relacionar com o outro. Com o estranho estrangeiro que nasceu de nós mesmos, mas apresenta outra subjetividade. Isso nos obriga a sair da rotina e pensar formas desconhecidas de interação política e comunicação afetiva. Continue lendo Luiz Bras: Nosso tempo precisa de novos mitos, não dualistas, que incluam e equilibrem as mais diferentes polaridades

Monitoramento de agrotóxicos exige equipamentos caros, pessoal especializado e anos de rastreamento

Por Gustavo Steffen de Almeida

Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas da Unicamp participou de estudo inédito em seis estados brasileiros durante cinco anos sobre resíduos de glifosato em soja. Herbicida polêmico ainda não é oficialmente monitorado por programas governamentais. Continue lendo Monitoramento de agrotóxicos exige equipamentos caros, pessoal especializado e anos de rastreamento

Investimentos públicos, dados privatizados

Como uma orquestra de atores privados e públicos, do interior de São Paulo até o Vale do Silício, monitora dados de deslocamento no transporte público ao mesmo tempo em que nega informações à sociedade

Por Camila Montagner Continue lendo Investimentos públicos, dados privatizados

Febre amarela no Brasil: dos primórdios à atualidade

Por Cecilia Café-Mendes

Admite-se que no Brasil a primeira epidemia de febre amarela tenha acontecido no Recife, em 1685. A tese mais provável é de que a doença veio do continente africano em decorrência do intenso tráfego de pessoas durante o período colonial. Entretanto, os primeiros dados sobre a doença destacam sua presença já na zona portuária, sem mencionar o desembarque ou a presença de indivíduos doentes em navios.

Continue lendo Febre amarela no Brasil: dos primórdios à atualidade

O longo percurso para se chegar à vacina contra a febre amarela no Brasil

Por Juan Mattheus Costa

A forma mais eficaz de prevenção da febre amarela é por meio da vacina, que para chegar ao modelo atual passou por diversas pesquisas, que iniciaram com uma simples questão: qual o agente causador da doença? De acordo com o professor do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz, Jaime Larry Benchimol, autor de Febre amarela a doença e a vacina, uma história inacabada, diversos médicos e cientistas, entre os séculos XIX e XX, debruçaram-se sobre a questão.

Continue lendo O longo percurso para se chegar à vacina contra a febre amarela no Brasil