Arquivo da categoria: reportagem

Os caminhos da febre amarela no mundo

Por Tássia Biazon

Durante séculos, a febre amarela foi um grande desafio à medicina. A origem do vírus causador – um arbovírus do gênero Flavivirus – data de cerca de 3 mil anos, na África, continente que concentra 90% dos 200 mil casos anuais da doença – o restante localiza-se em regiões da América do Sul e Central. Com efeitos variáveis, a doença pode ser desde assintomática à grave – sendo que, em alguns casos, leva à morte em cerca de uma semana.

Continue lendo Os caminhos da febre amarela no mundo

Linchamento: punição como violência que persiste no século XXI

A partir de algo que desagrada um grupo de pessoas – uma denúncia de agressão, por exemplo, ou um comentário preconceituoso – elas se juntam, em uma explosão súbita, para linchar o acusado por meio de posts nas redes sociais, que começam a receber curtidas, comentários e a serem compartilhados. No linchamento virtual nem sempre há a violência física concretizada, mas uma violência moral e psicológica que afeta a vida pessoal e profissional da pessoa Continue lendo Linchamento: punição como violência que persiste no século XXI

Punição na ciência através dos tempos

Por Gustavo Steffen de Almeida

A ciência e o método científico não se dão em um contexto neutro, livre de quaisquer influências. Assim, ainda que a perseguição e as punições ocorram em diferentes épocas e sob distintos motivos, é preciso diferenciar os perseguidos por seu fazer científico (proposição de teorias, formulação de hipóteses e defesa de pontos de vista) daqueles perseguidos por questões políticas ou étnicas. Essa fronteira, entretanto, nem sempre é bem definida. Continue lendo Punição na ciência através dos tempos

Mesmo crime, diferentes sanções. O viés antropológico da punição

Por Suzana Petropouleas

Há vários tipos de percepção do que é a punição, desde aquelas mais ligadas ao sagrado até as condicionadas pela ordem profana. Para a antropologia, não há uma noção universal de punição, muito menos da necessidade de punir. Continue lendo Mesmo crime, diferentes sanções. O viés antropológico da punição

Punições exemplares garantiram a manutenção do império romano

Por Graziele Souza

As chamadas “punições exemplares” servem para confirmar o poder de alguém, com intenção de que se restabeleça a ordem e, muitas vezes, impõem o medo de maneira impactante para evitar a recorrência das atitudes que levaram àquele ato. Continue lendo Punições exemplares garantiram a manutenção do império romano

A justiça divina: lei de Deus, mão humana

Por Juan Mattheus Costa

Deus castiga. A frase é dita, na maioria das vezes, quando alguém faz algo que não está de acordo com a religião que segue. O pecado, termo que vem do latim “peccatum” e difundido pelo cristianismo, significa tropeçar, dar um passo em falso ou enganar-se, e é passível de punição.  Continue lendo A justiça divina: lei de Deus, mão humana

Legalidade ou ilegalidade de uma substância não tem relação direta com perigo que oferece

Por Tássia Biazon e Paulo Muzio

Ao mesmo tempo, lícitas ou ilegais, todas as drogas psicoativas podem causar danos. Tanto a maconha quanto o álcool podem provocar efeitos nocivos à saúde, em especial se o consumo ocorre na adolescência, aponta psiquiatra da USP. Continue lendo Legalidade ou ilegalidade de uma substância não tem relação direta com perigo que oferece

Foram os cogumelos motores da evolução humana?

Por Gustavo Almeida

Para o etnobotânico Terence McKenna, o consumo habitual de fungos causou um salto evolutivo sem precedentes na espécie humana, propiciando o aumento do cérebro e diferenciando-nos de outros grupos de primatas em um prazo muito mais curto do que o teoricamente necessário. A linguagem teria surgido daí, além dos primeiros rituais tribais, a intensificação do senso de comunidade e o surgimento das religiões primitivas. Para além da tese polêmica, avançam os estudos sobre os variados efeitos e potenciais usos terapêuticos de substâncias enteógenas ou psicodélicas. Continue lendo Foram os cogumelos motores da evolução humana?

Ayahuasca: perspectivas terapêuticas em estudo

Por Fabiana Ribeiro e Janaína Quitério

Agora, no final de abril, em Oakland-Califórnia, acontece a Psychedelic Science, que reunirá pesquisadores para discutir e compartilhar, no campo multidisciplinar, suas investigações recentes sobre os riscos e benefícios de diferentes substâncias psicoativas para usos terapêuticos, científicos e espirituais. Os efeitos em curto e em longo prazos da ayahuasca com relação à qualidade de vida, bem-estar, saúde, dependências de substâncias etc. ocupam quase a metade da sessão sobre plantas medicinais do evento, evidenciando, mais uma vez, o boom que tem se verificado nesse campo de pesquisa. Continue lendo Ayahuasca: perspectivas terapêuticas em estudo

Canabidiol, uma “droga” com efeitos medicinais

Por Carolina Medeiros                       

O canabidiol (CBD) é um medicamento feito a partir da planta da maconha, Cannabis sativa, que atua no sistema nervoso central, ajudando a tratar doenças psiquiátricas ou neurodegenerativas, como esquizofrenia, mal de Parkinson, epilepsia ou ansiedade. Feito a partir de substâncias selecionadas da planta, o remédio não causa vício, dependência ou alterações psicológicas e, por isso, pode ser utilizado de forma segura durante os tratamentos. Continue lendo Canabidiol, uma “droga” com efeitos medicinais