A privatização fatiada da Petrobrás: contabilizando a venda da maior empresa do país

Por Eric Gil Dantas

Desde 2015 vivemos um novo contexto de avanço de ideias econômicas liberais e consequentemente privatistas sobre o Estado brasileiro. Nestes momentos, a Petrobrás, como maior empresa do país, é sempre alvo de propostas de privatização. Mesmo ainda não havendo a venda completa da empresa, a partir de um projeto de lei que autorize a alienação da propriedade da companhia, isto não impediu que uma privatização fatiada da Petrobrás ocorresse. Várias subsidiárias, participações, ações, reservas de petróleo e outros tipos de ativos estão sendo vendidos constantemente pela Petrobrás, parte do seu “Plano de Desinvestimentos”. Continue lendo A privatização fatiada da Petrobrás: contabilizando a venda da maior empresa do país

A farra dos dividendos na Petrobrás: rentabilidade obscena para os acionistas

Por Eduardo Costa Pinto

No primeiro semestre de 2022 a Petrobrás distribuiu para seus acionistas R$ 136 bilhões na forma de dividendos, valor maior do que a soma de dividendos distribuídos pelas seis maiores petroleiras integradas do ocidente – Equinor, Exxon Mobil, Chevron, Shell, TotalEnergies e BP. A companhia brasileira poderia estar investindo em energias renováveis, olhando a transição energética como possibilidade de geração de lucros no futuro. Mas está presa num circuito fechado que beneficia, em muito, os acionistas de hoje em detrimento tanto dos consumidores quanto da própria empresa e seus acionistas amanhã, uma vez que menor investimento hoje significa menor geração de caixa no futuro. Continue lendo A farra dos dividendos na Petrobrás: rentabilidade obscena para os acionistas

ARQUIVO (2014): ‘Gás natural associado ao óleo do pré-sal vai dotar o Brasil de independência em petroquímica e autossuficiência em fertilizantes’, diz Guilherme Estrella

“Soberania verdadeira só se materializa com investimentos permanentes em educação e pesquisa, que se realizam em instituições nacionais, públicas ou privadas. Empresas cujos centros de decisão localizam-se no exterior não farão isso”, afirmava há 8 anos o pai do pré-sal Continue lendo ARQUIVO (2014): ‘Gás natural associado ao óleo do pré-sal vai dotar o Brasil de independência em petroquímica e autossuficiência em fertilizantes’, diz Guilherme Estrella

Maria Júlia Kovács: ‘Estamos em luto coletivo longo, com um presidente que fala coisas que nos horrorizam’

Por Letícia Naísa

crédito da imagem: Cris Vector

“O luto é um processo singular e próprio de cada pessoa, mas guerras, grandes desastres, naturais ou não, e a pandemia, que é uma grande crise sanitária e virou um desastre, atinge a todos. Nesse sentido, é coletivo sim. Dentro desse coletivo, temos nossas próprias formas de lidar com as circunstâncias. A pandemia não nos afetou igualmente, alguns de nós perdemos pessoas, outras não perderam ninguém por morte, mas perderam situações de vida significativas, como a casa, o emprego. Em um contexto como esse, a gente se comove com a situação de outras pessoas também, como quem perdeu alguém, pessoas que sofreram muito com a doença, ficaram com sequelas, mesmo que sejam pessoas que a gente nunca tenha visto na vida.” Continue lendo Maria Júlia Kovács: ‘Estamos em luto coletivo longo, com um presidente que fala coisas que nos horrorizam’

_revista de jornalismo científico do Labjor