Todos os posts de comciencia

Alcir Pécora: ‘Hoje o que não está resolvido é qual o valor e a estética literária na vida contemporânea’

Por Mariana Hafiz

Os hábitos de leitura dos brasileiros têm mudado nos últimos doze anos, conforme mostra o estudo “Relatos da Leitura no Brasil”, do Instituto Pró-Livro. A última pesquisa, feita em 2016 com dados de 2015, mostra, por exemplo, que o brasileiro lê em média 2,43 livros inteiros por ano, apesar da porcentagem de leitores no país ter aumentado para 56% em relação a 2011 (50%).

Além disso, surgem novos fenômenos no âmbito da literatura a partir do momento em que há aumento de tecnologias digitais facilitadoras de leitura, que buscam otimizar o acesso a livros e à experiência literária como um todo, como no caso das livrarias online, aplicativos para dispositivos móveis, Kindles e e-books.

Onde fica a teoria literária nesse novo e crescente ambiente digital é o tema da entrevista com o crítico literário e professor do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Unicamp, Alcir Pécora. Ele fala à ComCiência sobre realizar pesquisa em literatura e seu papel na atualidade e dá sugestões de leituras que considera importantes neste momento. Continue lendo Alcir Pécora: ‘Hoje o que não está resolvido é qual o valor e a estética literária na vida contemporânea’

Os verbos ‘ler e viajar’ conjugados dentro de uma biblioteca comunitária

Por Adriana Giachini e Maria Clara Guimarães

“Quem diz que as bibliotecas estão fora de moda não sabe o que está dizendo. Pelo contrário. Elas se fortalecem cada vez mais, contando parte da história de resistência das periferias. Vemos a oralidade indo para o papel, o crescimento das editoras pequenas, dos livros de autores locais, produzidos independentemente”, diz Bel Santos Mayer, gestora da biblioteca comunitária Caminhos da Leitura, em Parelheiros (zona sul de São Paulo) e coordenadora do LiteraSampa, uma rede de 14 bibliotecas em regiões periféricas da capital. Continue lendo Os verbos ‘ler e viajar’ conjugados dentro de uma biblioteca comunitária

Iniciativas diversas procuram criar hábito de leitura em um país que lê pouco

Por Caroline Marques Maia e Vinícius Nunes Alves

Uma pesquisa Ibope de 2016 apontou que 44% dos brasileiros não têm hábito de ler e 30% nunca compraram um livro. Além disso, na comparação com a média de 4,96 livros lidos por pessoa ao ano, 2,53 não são terminados. Nesse cenário desolador, surgem iniciativas de incentivo à leitura como redes sociais de leitores, clubes de assinatura de livros, youtubers especializados em literatura, minibibliotecas comunitárias e a atuação em escolas públicas de educadores responsáveis exclusivamente pela sala de leitura e por contar histórias. Continue lendo Iniciativas diversas procuram criar hábito de leitura em um país que lê pouco

A curiosa história de um livro que demorou 7 décadas para ser concluído

Por Bianca Bosso

Filme O gênio e o louco põe em xeque a concepção de loucura e genialidade e celebra a paixão pelas palavras ao contar a história do Dicionário Oxford da língua inglesa. Continue lendo A curiosa história de um livro que demorou 7 décadas para ser concluído

Mercado editorial no Brasil: números da crise e perspectivas

Por Carolina Sotério e Raquel Torres

O ramo dos livros científicos, técnicos e profissionais encolheu 45% entre 2014 e 2018. No setor como um todo, em 2018 foram produzidos 43 milhões de livros a menos do que em 2017. Para criar uma geração de leitores de mais qualidade, é preciso cultivar hábitos de leitura de pai para filho, diz especialista. “Escola tem muito a contribuir, mas não sozinha.” Continue lendo Mercado editorial no Brasil: números da crise e perspectivas

Um debate do tipo e-books versus livros de papel, mas na Roma antiga

Por Keith Houston

Quando surgiu o “códice” como uma evolução do papiro, houve até propaganda de um poeta, Marcial (85 d.C.), em favor da novidade: “Você que deseja que meus pequenos livros o acompanhem em todos os lugares, compre estes livros. Uma mão só já basta para me segurar”. Mas a maioria pagã de Roma e a população judia do mundo antigo preferia a forma familiar do rolo. Foi a comunidade cristã que produziu com entusiasmo códices contendo os evangelhos e comentários. Continue lendo Um debate do tipo e-books versus livros de papel, mas na Roma antiga