A privatização fatiada da Petrobrás: contabilizando a venda da maior empresa do país

Por Eric Gil Dantas

Desde 2015 vivemos um novo contexto de avanço de ideias econômicas liberais e consequentemente privatistas sobre o Estado brasileiro. Nestes momentos, a Petrobrás, como maior empresa do país, é sempre alvo de propostas de privatização. Mesmo ainda não havendo a venda completa da empresa, a partir de um projeto de lei que autorize a alienação da propriedade da companhia, isto não impediu que uma privatização fatiada da Petrobrás ocorresse. Várias subsidiárias, participações, ações, reservas de petróleo e outros tipos de ativos estão sendo vendidos constantemente pela Petrobrás, parte do seu “Plano de Desinvestimentos”. Continue lendo A privatização fatiada da Petrobrás: contabilizando a venda da maior empresa do país

Transição Energética: Desafios e Oportunidades

Por Henrique Alves Bacco Fonseca, Eduardo Parma, Carina de Souza Teixeira Peraça e Letícia Maria Sampaio Barros

Muitas ou algumas das contribuições do Centro de Inovação em Novas Energias (CINE) e dos demais grupos de pesquisa que hoje constam em artigos científicos e patentes estarão presentes nas próximas tecnologias que usaremos para gerar e armazenar energia limpa. Por tudo isso, a ciência é uma das peças-chave para o desenvolvimento sustentável rumo a um futuro mais “verde”, o qual só será possível com o apoio e financiamento adequado à pesquisa científica. Continue lendo Transição Energética: Desafios e Oportunidades

A farra dos dividendos na Petrobrás: rentabilidade obscena para os acionistas

Por Eduardo Costa Pinto

No primeiro semestre de 2022 a Petrobrás distribuiu para seus acionistas R$ 136 bilhões na forma de dividendos, valor maior do que a soma de dividendos distribuídos pelas seis maiores petroleiras integradas do ocidente – Equinor, Exxon Mobil, Chevron, Shell, TotalEnergies e BP. A companhia brasileira poderia estar investindo em energias renováveis, olhando a transição energética como possibilidade de geração de lucros no futuro. Mas está presa num circuito fechado que beneficia, em muito, os acionistas de hoje em detrimento tanto dos consumidores quanto da própria empresa e seus acionistas amanhã, uma vez que menor investimento hoje significa menor geração de caixa no futuro. Continue lendo A farra dos dividendos na Petrobrás: rentabilidade obscena para os acionistas

Por que é tão difícil acertar nas contas quando falam dos investimentos no refino da Petrobrás?

Por Eduardo Costa Pinto

Este texto, publicado originalmente em 25 de agosto de 2022 no blog do autor, é resposta ao artigo “A ineficiência do investimento em refino da Petrobrás nos anos 2000”, de Adriano Pires, Luana Furtado e Samuel Pessoa Continue lendo Por que é tão difícil acertar nas contas quando falam dos investimentos no refino da Petrobrás?

ARQUIVO (2014): ‘Gás natural associado ao óleo do pré-sal vai dotar o Brasil de independência em petroquímica e autossuficiência em fertilizantes’, diz Guilherme Estrella

“Soberania verdadeira só se materializa com investimentos permanentes em educação e pesquisa, que se realizam em instituições nacionais, públicas ou privadas. Empresas cujos centros de decisão localizam-se no exterior não farão isso”, afirmava há 8 anos o pai do pré-sal Continue lendo ARQUIVO (2014): ‘Gás natural associado ao óleo do pré-sal vai dotar o Brasil de independência em petroquímica e autossuficiência em fertilizantes’, diz Guilherme Estrella

_revista de jornalismo científico do Labjor